Viscosidade do óleo: o que é e por que é importante?

SAE 5W-30, 10W-30, 15W-40. Essa numeração encontrada na embalagem dos óleos lubrificantes representa a viscosidade de cada produto. No entanto, não é todo mundo que consegue entender para que serve essa classificação: o que significam os números? E a letra “W”? E a sigla “SAE”?

É para responder essas perguntas que escrevemos esse post. Continue lendo e tire todas as suas dúvidas sobre o que é viscosidade do óleo lubrificante.

O que é viscosidade?

viscosidade do óleo é uma das características mais importantes a se considerar na hora de escolher o melhor óleo lubrificante para o carro do cliente. Ela representa a fluidez que o óleo apresenta sob determinada temperatura. Nesse sentido os óleos mais viscosos são mais grossos, enquanto os menos viscosos são mais fluidos.

Na prática, a viscosidade funciona como uma faca de dois gumes: o produto tem que ser viscoso o suficiente para criar uma película protetora entre as partes do motor, mas não pode ser tão grosso a ponto de oferecer muita resistência ao movimento das peças.

A questão é que óleos lubrificantes mais viscosos exigem mais força para serem bombeados e fluem mais lentamente pelo motor. Os menos viscosos circulam com mais facilidade, permitindo uma lubrificação mais rápida e que alcança cada centímetro das peças. Essa excelente fluidez faz com que nenhuma parte se desgaste mais do que outra, diminuindo a necessidade de pequenas manutenções.

O que é SAE

SAE é uma sigla para a organização americana Society of Automotive Engineers ou Sociedade dos Engenheiros Automotivos. Essa instituição criou o parâmetro SAE para padronizar e classificar o grau de viscosidade dos óleos lubrificantes.

Multiviscosidade

Contudo, a indústria petroquímica teve muitos avanços tecnológicos nos últimos anos e conseguiu desenvolver óleos de qualidade gradativamente superior. São lubrificantes que dão mais tempo de vida útil ao motor, formam menos borra e rendem mais.

Uma das propriedades que permitiu essa melhoria é a multiviscosidade. A grande maioria dos óleos produzidos atualmente são multiviscosos: isso quer dizer que eles são capazes de apresentar fluidez diferentes de acordo com a temperatura do motor.

Os lubrificantes que citamos na introdução desse texto são óleos multiviscosos. Vamos explicar para você não ter mais dúvidas sobre como funciona.

Peguemos o óleo 5W-30 como exemplo: o 5W representa a viscosidade que esse produto apresenta quando o motor está em temperatura ambiente, ou seja, mais fria que durante o funcionamento. Nessa situação, ele se comporta como um óleo muito fluido, o que é excelente para partidas.

Esse mesmo óleo funciona como uma viscosidade de 30 – mais viscoso – no momento em que o motor está quente. Isso é ótimo porque um óleo muito fluido queimaria muito rápido devido à temperatura e não conseguiria lubrificar as peças plenamente.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *